Arquivo da categoria: Eu mesma

Medalhão de mingon com complementia

Então tá. São 19:11. Vou começar a janta do zero. O prato é medalhão de filé mingon. Fácil, né? É só aquela coisa de fritar de um lado por 2 min, do outro e está pronto.
Mas ninguém nunca me disse como temperar um medalhão. Só sal? Cebola? Bom, vou descobrir hoje.
E mais farofa de banana para o maridão, arroz e brócolis para o Pocoyo e a papinha da Sofia.

Cozinha assim:

20120515-191616.jpg

Daqui a pouco, eu atualizo este post. Fiquem por aí

São 19:45. Tô em cima do horário. O maridão já mandou SMS que está a caminho. Pocoyo vê Dora. Cururuca está na cadeirinha comigo na cozinha. Papinha devidamente refogada e cozinhando. Arroz idem.

Falta o brócolis. Aqui um segredinho: vou cozinhá-lo no molho de tomate que sobrou do macarrão de domingo. Fica uma delícia.

E o medalhão. Bom, o Jaime Oliver disse para temperar com sal, pimenta e páprica. Vou na dele.

Daqui a pouco, o resultado final.

P.S a cozinha tá proibida p vigilância sanitária agora

20120515-195224.jpg

20:49 acabamos de jantar. A papinha ficou ótima. O arroz bem legal, o brócolis um pouco al dente e o medalhão…acertei!

20120515-205049.jpg

Pensando hoje na comida de amanhã

Ainda falando de planejamento e objetividade, amanhã é dia de feira. Comprar bem, garante uma cozinha rápida.

Minha lista:
Banana – para comer, assar, fazer farofa, acompanhar peixe, fazer papinha doce
Maçã – funciona com carnes de panela, porco e mais papinha
Mamão – café da manhã
Batata ou mandioquinha – assada, purê, cozida, ratatouille
Laranja – lima e pêra, para sucos e molhos
Misto de legumes – o feirante da barraca deixa eu montar uma bacia com 1 ou 2 de cada: cenoura, vagem, beterraba, abobrinha, abóbora, cará
Folhas- ou alface ou rúcula
Tomate – cereja e grande vermelho
Frutas diversas – conforme a estação.
Berinjela – versátil. Assada, cozida com carne, mussaka

É isso. Ah! E cebola e cheiro verde.

Agora vai ou racha

Pois é. Depois de algumas tentativas frustradas de usar o BlogPress para postar diretamente do meio das panelas na cozinha, resolvi voltar ao tradicional escrever-depois-de-fazer.

Então, as receitas estão de volta. 40 minutos a 1 hora, todos os dias. Agora as crianças com 2,8 anos e 8 meses respectivamente. Só alegria. O mais velho me ajudando na cozinha e a mais nova engatinhando pelo chão. Pura diversão, mas cozinha com muito mais cuidado. Fogão e criança não combinam.

Então, hoje vão as dicas da cozinha segura:

1. Deixe uma mesinha afastada do fogão e do forno para as crianças ficarem ajudando. Forre o chão com jornal e a mesinha com uma toalha velha e esqueça a sujeira. Separe também colheres de diversos tamanhos e potes onde elas possam misturar e picar com as mãos.

2. Facas afastadas das pontas, cabos das panelas para dentro do fogão.

3. Se não der para deixar o forno bem longe, coloque uma toalha de mão pendurada na porta para alertar as crianças de não se aproximarem.

4. Organização ajuda bem. Deixe todos os ingredientes separados antes para não se perder quando as crianças estiverem ajudando.

5. Vidros, objetos pontiagudos e cortantes, pimentas e produtos químicos ficam bem longe dos pimpolhos

6. Com atenção, tudo vai dar certo. Em 40 minutos!